Salgueiro Maia. O Homem do Tanque da Liberdade

gvp_salgueiromaia

Autores

Ficha técnica

9.90

* O preço final inclui 10% de desconto do editor (válido até 31/12/2023).

Quem foi o capitão que definiu o rumo da Revolução dos Cravos, quando, na madrugada do dia 25 de Abril de 1974, coordenou em Lisboa as movimentações das forças militares contra a ditadura que governava Portugal há cerca de 50 anos? Chamava-se Fernando José Salgueiro Maia, aprendeu a guerra para poder construir a paz e muito devem os portugueses à sua coragem, determinação e audácia. É a história deste capitão de Abril que José Jorge Letria nos conta, assim como, através dos desenhos, António Jorge Gonçalves.

No Pato Lógico, José Jorge Letria assinou os textos de vários livros, como Almada Negreiros. Viva o Almada, Pim!, Eu Vou Ser e A Guerra, entre muitos outros. António Jorge Gonçalves é autor de Barriga da Baleia, Eu Quero a Minha Cabeça! e Estás tão Crescida.

Salgueiro Maia. O Homem do Tanque da Liberdade por António Jorge Gonçalves

«Tinha 9 anos quando ocorreu a revolução de 25 de Abril de 1974. É uma memória viva que guardo dentro mim, a desse dia e dos meses que se seguiram. No meu imaginário, Salgueiro Maia incorporou o lado corajoso do português de baixa patente que avança desassombrado na luta pela justiça solidária. De certa forma, é o oposto da atitude cobardemente calculista que encontro muitas vezes nas elites. Seguindo o texto de José Jorge Letria, procurei dar a ver Salgueiro Maia nas suas várias dimensões ao longo da vida: de criança triste a ícone da revolução. Na linguagem gráfica, utilizei uma nuvem de tinta sobre os desenhos que remete para o spray dos stencils da arte urbana, porque foi na rua que esta luta se travou.»

A colecção Grandes Vidas Portuguesas nasceu em 2014 de uma parceria entre o Pato Lógico e a Imprensa Nacional-Casa da Moeda. É dedicada às vidas de personalidades que se destacaram em vários domínios da História de Portugal.

gvp_salgueiromaia

9.90

* O preço final inclui 10% de desconto do editor (válido até 31/12/2023).

Newsletter Do pato

Só precisamos de saber o seu nome e a sua morada.